Clédios

“Todos temem o tempo, mas o tempo teme as pirâmides.”

– Matakamus, Filho de Susukathon

CARACTERÍSTICAS:

Cabelos: Negros.

Olhos: Negros, Verdes ou Amarelos.

Pele: Parda.

Altura/Peso médio: 1,64 m/59 kg homens e 1,52 m/48 Kg mulheres.

Maturidade: 19 anos.

Estimativa de Vida: 110 anos.

Visão: Normal.

Movimentos: 6 quadrados.

Bônus de Habilidade: +2 Sabedoria e +1 Carisma;

Bônus de Perícia: +2 Exploração, +2 Socorro e +2 Religião;

Proteção Clédia: os clédios recebem um bônus racial de resistência de +5 contra maldições.

Leitura Enigmática: os clédios são hábeis em decifrar enigmas, e recebem um bônus de +2 em testes relacionados a decifrar códigos, linguagens desconhecidas ou enigmas.

Tocado pela Luz: Adicione +2 de bônus em todas as defesas, quando for atacado por mortos vivos ou demônios.

Talento Adicional: escolha um talento adicional.

Idiomas Naturais: Clédio.

Idiomas Adicionais (escolha um): ilitio, goblinoide, hieroglífico, mantaro, clero ou celestial.

Bônus de Defesa dos Clédios: +2 na Fortitude.

Jogue com Humanos Clédios se quiser…

  • Ser sábio e enigmático.
  • Ser dedicado e misterioso.
  • Não temer o desconhecido e adorar os deuses.
  • Os clédios privilegiam as classes: clérigo, bruxo e senhor da guerra.

Os Clédios possuem uma personalidade sutil, conservadora e autoritária. São matriarcais na sociedade familiar, porém machistas na política: As mulheres chefiam as casas, e os maridos a sociedade.

            No convívio com outros povos humanos, os Clédios são bastante precavidos. São vistos sempre com desprezo e um pouco de arrogância. O que aumenta ainda mais quando confrontados com raças não humanas.

            Os Cledios não suportam a inovação, prefere as coisas como são e aceitam o mínimo de mudanças. A Khalenita (maior reino clédio), por exemplo, é quase totalmente agrária, com apenas pequenos burgos subdesenvolvidos, tornando-se um reino bastante atrasado comparados com outros reinos. No entanto, os Clédios fizeram muitos avanços nas pesquisas medicas. Enquanto os demais povos dependem muito das orações de cura, os Clédios são capazes de atos cirúrgicos e transfusão de sangue.

Sociedade: A sociedade clédia possui uma forma de organização bem eficiente, no entanto um pouco injusta, garantindo seu bom funcionamento. A sociedade é hierárquica, ou seja, cada segmento possui funções e poderes determinados; Sendo que os grupos com menos poderes têm de obedecer quem está acima e os que estão acima têm plenos e totais direitos sobre estes, incluindo o direito a vida destes. Exemplo disso é o rei, chamado de Aphar, que possuí poderes totais sobre a sociedade civil, militar e religiosa. Seus poderes só estão abaixo da deusa Anssis (a deusa Brigith para os demais povos). O poder dos Aphares é transmitido hereditáriamen-te. Sua família goza de todos os privilégios concedidos a ele, menos o de soberania a este. O filho ou filha mais velho do Aphar será o novo líder quando este morrer. Caso não haja herdeiros o mais velho de seus consangüíneos será aclamado com o titulo.

            Abaixo do Aphar estão os Chefes Militares e Sacerdotes res-ponsáveis respectivamente pela segurança do território e pelos rituais, festas e atividades religiosas. A função principal deles é comandar os templos, as leis e zelar pela proteção das pirâmides.

            Os escribas, responsáveis pela escrita Clédia (hieroglífica), são responsáveis por registrar os acontecimentos e, principalmente, a vida do Aphar e dos grandes heróis. Algumas escritas são registradas nas paredes das pirâmides, palácios ou templos reli-giosos. Alguns escribas são conhecedores de mística arcana e acabam tendo outras atribuições.

            Povo Clédio, vem logo abaixo, mais de ¾ da população. Constituída basicamente de comerciantes, artesãos, lavradores, pastores entre outros. Trabalham muito para ganhar o suficiente para a manutenção da vida. Podem ser convocados pelo Aphar para trabalharem, sem receber salários, em obras públicas (diques, represas, palácios, templos).

            Escravos: Geralmente são inimigos capturados em guerras de conquista. Trabalham muito e não recebem salário. Ganham apenas roupas velhas e alimentos para sobreviver. Os escravos são considerados como objetos ou ferramentas de trabalho, mas não podem ser adquiridos pelo povo, apenas aos que estão acima deles.

Características de Clédios: Enigmático, misterioso, ponderado, paciente, autoritário, auspicioso, corajoso, lógico, pratico, orgulhoso, preguiçoso, devoto, perfeccionista e confiante.

Nomes Clédios Masculinos: Anedjib, Apehutinub, Aaib, Amotu, Ankhhaf, Ankh-psamthek, Antef, Ariemahor, Ashor, Aufni, Auputh, Baennefer, Benipu, Bek, Bekakamen, Den, Djer, Djet, Djoser, Djoserti, Haankhf, Hannu, Hapi, Hapu, Hori, Hotepsekhem, Iaib, Ibaa, Iby, Imhoterp, Ipuy, Iriti, Iuput, Jaka’a, Ja-kau, Jamose, Janefer, Jebhu, Mar-ti-sen, Menkhtu, Mer-mesha, Meriatmu, Merimose, Mermer, Mesjui, Nhutawy, Naromath, Nakht, Nakhtnebef, Nakhtnebtepnefer, Narmer, Nekau, Nekauba, Nebankh, Nebiriau, Nebka, Nebkhau, Neb-su, Neferhotep, Paari, Paarusun, Paloka, Pamu, Peuero, Sanakht, Sanakhte, Sekhemib, Sekhem, Semerkt, Senmesu, Ta’o, Tainakht, Takhat, Tchaheb, Ubaner, Ueni, Uma.

Nomes Clédios Feminino: Anchera, Atui, Aahtahu, Abar, Ama, Ankhnespepi, Anqett, Apu, Asenath, Bakhtnel, Beket, Berner, Bu-nefer, Hanefer, Hapshepsut, Hatshepset, Hatshepu, Hemu, Henhenet, Mehetenusekh, Meresankh, Mereret, Merisnkh, Meritat, Meris, Nebant, Nebatef, Nebtawy, Nebet, Neferhotep, Neferthi, Nefert, Nefru, Nena, Nodjme, Nodjmet, Nofret, Nubemheb, Nubemkhu, Nubkhas, Rinan, Ro-ant, Satati, Senbet, Senebib, Ta-biry, Taheri, Takha’et, Tasheri, Tatites, Tua-nefert, Tuya, Udjebten, Usekhia.

 

Vestuário: O vestuário masculino cotidiano é constituído basicamente por um saio curto e uma ou várias pulseiras, geralmente calçando sandálias. Já um vestido de linho plissado, bem decotado, modelando o tronco, geralmente é usado durante a noite ou em temperaturas mais baixas. As mangas, também muito curtas, estreitavam igualmente. Sobre este vestido atava-se um cinturão largo, feito de um lenço plissado do mesmo tecido e dispunha-se o planejamento de modo a formar uma espécie de avental triangular. O mesmo é utilizado no traje de gala que ainda é complementado com uma grande peruca frisada enquadrando bem a cabeça, e por uma luxuosa exibição de jóias, colares, peitorais de cadeias duplas, pulseiras, braceletes nos bíceps, sandálias calçadas.

            Já quanto às mulheres, usam geralmente uma camisa fina e sobre ela um vestido branco, plissado como o dos homens, mas transparente. O vestido une-se sobre o seio esquerdo, descobre o seio direito, abrindo abaixo da cintura e descendo até aos pés. As mangas, mais compridas que as dos homens, enfeitadas com franjas e borda-dos. Também usam anéis nas mãos e dedos dos pés. Na cabeça um diadema de turquesa, lápis-lazúli ou ouro.

Aventureiros Clédios: Segue abaixo três exemplos de aventureiros clédios:

            Rainan é uma das sacerdotizas da deusa Anssis no reino da Khalenita. Única conhecedora da tumba de Hannu-Arkb, o bruxo do negrume. Assim como seus antecedentes, ela guarda este segredo dos adoradores do antigo bruxo que planejam trazer a sua alma de volta para Digared. A confiança e coragem de Rainan a levam a uma demanda, junto com seus aliados, para destruir a ordem dos segui-dores do antigo bruxo, antes que estes busquem o que desejam.

            Djosen nu, filho de Imhonkatu, é um bruxo temido no reino de Alísios sem motivos concretos. Ele se une a um grupo de aventurei-ros recém formados para ficar mais confiável frente á sociedade e com isto conquistar o coração de Helen. Djosen nu é pratico e orgu-hoso, e possui pouca habilidade social, mas anseia pela oportunidade de mostrar seu valor como aventureiro.

            Nodjene uma guardiã do segredo da serpente dourada; Retorna para Amabel com o sabre que não corta. Paciente para provar sua inocência sobre o roubo do artefato que ela mesma protegia, Nodjene sabe que o caminho para a verdade pode ser longo e árduo, mas o final é sempre satisfatório.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s