HALFLINGS

“Tudo que um Halfling quer são sete refeições ao dia, um bom vinho, fumo cheiroso e paz em sua casa. Não tire isto deles.”

– Endon, Mestiço.

CARACTERÍSTICAS:

Cabelos: Negro, Castanho ou Loiro.

Olhos: Verdes ou Azuis.

Pele: Branca.

Altura/Peso Médio: 1,20m/45 kg homens e 1,14m/34 Kg mulheres.

Maturidade: 25 anos.

Estimativa de Vida: 210 anos

Movimentos: 6 quadrados.

Visão: Normal.

Bônus Habilidade: +3 Destreza e +2 Carisma.

Bônus de Perícia: +2 Acrobacia, +2 Ladinagem.

Ousadia: Um halfling recebe +5 nos testes de resistência contra o medo.

Ímpeto Halfling: Os halflings recebem +2 nos testes de iniciativa.

Reação Lépida: Os halflings recebem +2 de bônus racial na CA contra ataques de oportunidade.

Pés Halflings: Os pés dos halflings possuem uma proteção natural semelhante a cascos de cavalo, dispensando assim o uso de botas. Estes possuem redução de dano 5/- para quaisquer danos relacionados aos pés.

Reflexo Halflings: os Halflings adicionam um bônus racial de +1 em Reflexos quando atacados por criaturas Médias, +2 contra Grandes e +4 contra Enormes ou maiores.

Bondade Halfling: A aparência ingênua dos halflings concede a eles um bônus racial de +2 em testes sociais com humanos, elfos, anões e draconatos de tendências bondosas ou neutras.

Idiomas Naturais: Halfling.

Idiomas Adicionais (escolha três): rayvodio, élfico, gigantes, anão, nohïm, mantaro, ilitio, ignea, subterrânea, fada, drow, centauro ou dracônico.

Jogue com Halflings se quiser…

  • Ser Impetuoso e Sortudo.
  • Ser Ingênuo e Amigável.
  • Percorrer as brechas das masmorras e esconder-se no encalço do inimigo.
  •  Os Halglings privilegiam as classes: bruxo, ladino e bardo.

A natureza dos Halflings é bastante pacifica e conformista. A maioria deles prefere não se envolver em assuntos diferentes de a hora do almoço, as margaridas do jardim ou se preocupar com a terrível falta de vinho na dispensa. No entanto sempre há as exceções como Gilbert e Amarin, mas estes são tratados pelos demais Halflings como parias ao invés de heróis.

Historia: Um dos primeiros povos humanos que entrou em contato com os halflings foram os rayvodios, que mantiveram em segredo sua existência por muito tempo. Mesmo nos tempos atuais há quem não saiba o que é um halflings – E estes apreciam isto como uma brincadeira, fingindo serem crianças.

O surgimento dos halflings é um mistério para todos no continente, porem dizem que as historias do passado deles está bem guardada na biblioteca de Melrow. Entre diversas outras teorias, os halflings seriam primos distantes dos próprios humanos, e teriam se refugiado, ainda na primeira era, dos demais povos por causa da corrupção humana.

Sociedade: O maior insulto para um desses pequenos humanóides é ser um hospitaleiro ruim. Assim eles sempre trataram bem seus forasteiros. Os Halflings apreciam os “pequenos” prazeres (perdoem o trocadilho) como comer, beber e fumar (neste caso erva hobbyn a melhor do continente segundo muitos humanos). Suas vestimentas são sempre bem simples e comuns, se vestir bem não é uma preocupação Halfling.

As casas são sempre bastante populosas, pois os Halflings nunca abandonam seus lares; Quando casam as moças vão morar com a família do marido e seus filhos no futuro trarão suas esposas para morar com eles.

Características dos Halflings: tímido, curioso, determinado, realista, corajoso, amigável, bondoso, sortudo, sagaz, otimista, prático, engenhoso, entusiasmado, inocente.

Nomes Masculinos: Ander, Andino, Baldoin, Beltrin, Corrin, Dannad, Deyd, Durin, Errich, Evan, Finnan, Garred, Irrow, Lazam, Lilow, Lindal, Merric, Merrow, Narrich, Nebin, Ostran, Perrin, Reed, Samy, Shardon, Ulmon, Wenner.  

Nomes Feininos: Andrey, Ane, Angley, Bree, Brey, Britta, Calie, Chenna, Dina, Dunna, Eida, Ilma, Ildnia, Kash, Kithri, Kithrim, Layla, Lidda, Ludmila, Junny, Nadda, Neida, Paella, Sidda, Shaena, Tryn, Vani, Verna, Virga, Wella, Zenia.

Vestuário: Os Halflings preferem se vestir com cores vivas, gostando notadamente de verde, marrom e laranja. Camisas sempre compridas com mangas e babados, e gola grande. É sempre importante possuir um casaco com muitos bolsos. As calças são na maioria confeccionadas com tecidos grossos e chegam até as canelas. Os Halflings não usam sapatos, seus pés já são bem adaptados ao solo, protegendo-os assim com uma camada de gordura rígida.

As mulheres geralmente se vestem da mesma forma, trocando apenas as calças por saias rodadas. É comum ver mulheres usando também avental e lenços para segurar o cabelo, uma vez que os Halflings se alimentam seis ou sete vezes ao dia, é bom estar sempre pronto para cozinhar.

Aventureiros Halflings

            A seguir são descritos três exemplos de aventureiros halfling em Digared.

Mayllon Pés Sujos era escurraçado e maltratado por todos em sua aldeia. Certo dia ele encontrou um espelho prateado no bosque, enquanto catava pedras para sua funda. Após esfregar e polir bastante o artefato, um gênio do ar se apresentou a ele propondo um pacto de poder. Mayllon aceitou e se tornou um bruxo. Diferente do que se pudesse imaginar, o pequeno halfling usou seu poder para proteger a cidade que passou a adorá-lo e respeita-lo como um herói.

Titrinia veio com seus irmãos para ganhar a vida em Riornia, no entanto sem emprego e oportunidade para ela e seus pequeninos irmãos, ela começou a roubar para sustentar a todos. Após alguns anos de atividade gatuna, Titrinia foi capturada pela milícia da grande cidade. Mas ao invés de ser levada para as masmorras escuras, a ladina foi levada a um nobre paladino da luz que lhe propôs um acordo: que a jovem o ajudá-se com suas habilidades durante uma aventura e em troca ela estaria livre, seus crimes esquecidos e sua família amparada, independente do resultado da demanda. Titrinia aceitou e nunca mais parou de se aventurar.

Danaiel ganhava a vida em tocando em frente á cidade de Amabel. Aprendeu com o bardo de Vekeren a cantar e tocar gaita. E tamanho fôra sua felicidade quando o próprio retornou para pedir sua ajuda em uma aventura. Contente com a oportunidade Danaiel nem pensou em negar o convite. Mas durante uma exploração na tumba de Pirianetom, seu patrono acabara morrendo; Deixando-o sozinho com um artefato que atraia a atenção das múmias da cripta e que também o tornou um alvo dos necromantes do impronunciável. Danaiel agora estava numa aventura sem fim e deveria ficar mais atento do que nunca.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s