Reinos

Alísios

Um reino de aventureiros. Alísios é uma terra de oportunidades onde homens e mulheres são incentivados a sonhar. Eles veneram aventureiros e abraça todos que tem coragem.

Alisios

Alísios – Praça do Rei

Governo: Absolutista, Enzigh Landreha.

População: 150 mil habitantes (40% ilitas, 30% mantaros, 10% saudidios, 20% outros).

Clima: quente, minimas 16˚C – máximas 48˚C

Divindade: Ixchel

Lugares de Interesse:

Taverna do Parada Obrigatória: taverna mais popular na cidade. Homenageia o grande rei Enzign mãos de pá. Dona Dóris. Bardo Lenis boca de cantor.

Praça do Rei: praça onde Enzigh fez e faz seus pronunciamentos.

Feira de Alísios: uma das feiras mais famosas o continente. Possui dois quilômetros de extensão pelas ruas centrais da cidade. Pode se encontrar quase tudo lá.

Academia de Heróis: um centro de treinamentos onde se treina combate com armas, atletismo, armadilhas e até magia. Também possui aulas de estudo de monstros e táticas. Dono Sherdan Lun.

Museu das Lendas: um museu inaugurado por Enzigh que
homenageia e conta a historia de diversos heróis de Alísios e do mundo.

 Ordens Secretas
Guilda de Ditrix: guilda de ladroes locais. Líder Ditrix.

Sociedade dos Mortos: uma ordem de assassinos que age a favor do equilíbrio e venera o vampiro Myllis. líder Romarin.

Ordem do Dragão D’Água: uma ordem que caça criaturas aquáticas. Líder Capitão Miortes.

Vida em Alísios – viver em Alísios é respirar o ar de contos e lendas. Os aldeões trabalham de dia nas lavouras encenando lutas de espadas com enxadas, desafiando moinhos como dragões. Eles sonham com as historias de heróis contadas, correm a noite para as tavernas e ouvir as últimas façanhas de Dalmer e Rontaros.

Amabel

A cidade da nova era. Não é a toa que a era do dragão vermelho passa a ser contada a partir da fundação de Amabel. Um reino industrializado, organizado e prospero. Fundado por famílias dislens, um dos povos da antiga ilitia, ficou marcado pela especialização arquitetônica. Amabel é pioneira na criação de sistemas hidráulicos, represas, sistemas de irrigação, elevadores, maquinas a vapor e diversas tecnologias que ainda engatinham nos demais reinos. Além de ser o único reino que extinguiu o a monarquia absolutista e aderiu a democracia parlamentar.

amabel.jpg

Vista de Amabel

Governo: presidente, Gartian Vorentall

População: 780 mil habitantes (60% ilitas, 20% saudidios, 10% cledios, 10% outros).

Clima: frio, minimas -12˚C – máximas 25˚C

Divindade: Amabel

Lugares de Interesse:

Taverna Insular: taverna mais popular na cidade. Dono Rogarth o Gordo.

Parque Industrial: uma região ao norte do reino, afastada das áreas residenciais, onde ficam as grandes industrias a vapor.

Barbearia Durin: uma barbearia luxuosa gerenciada por Maél Durin.

Grande Hotel Amabelense: um hotel fino que é estudado por muitas hospedarias do continente como modelo. É muito procurado por casais nobres que desejam fazer lua de mel. Dono: Família Eriqen.

Tribuna do Amanhã: um jornal grande que se dedicado com a verdade e sem amarras politicas. Chama a atenção por possuir jornalistas espalhados em todos os reinos.

Vinicultura Elite: uma vinicultura, consideradas por muitos, produtora do melhor vinho do continente. Recentemente também tem produzido Cerveja e Whisky.

Praça do Cão: uma das dezenas praças da cidade, caracterizada por ter a estátua do cão Loha. Segundo a lenda, Loha salvou Andrity o filho de Amabel, garantindo, assim, longevidade para todos os cães da sua raça: raça loha.

Zoológico Maciara: um zoológico que possui diversos animais e bestas. Criticado por muitos como uma prisão para animais, mas arrecada muitas visitas diariamente. Destaque para a ossada de um casal de Elefantes que é vista na praça central.

Teatro Espetáculo: um grande teatro, com capacidade para 2 mil pessoas, onde são apresentadas peças cênicas e operas. Artista de destaque: Cibele LanPerk.

Museu Dislen: local muito visitado, famoso pelas coleções do antigo império da ilitia. Conta a história local e dos demais reinos do continente.

Banho Público Municipal: um parque de águas térmicas utilizado pelos cidadãos do reino.

Ordens Secretas
Sindicado Azul: uma ordem de burgueses que procura controlar a economia do reino. Líder Deothor Lugast.

Guilda dos Monarcas: guilda de ladrões locais que chefia o crime organizado na cidade como uma mafia.

A Visão: uma ordem de clérigos e magos que acredita-se manter o equilíbrio no reino e no continente.

Damastores: um partido politico que tem ideias conservadores dentro do reino. Líder Samaqis Ondine.

Rubros: um partido político de esquerda que possui ideias socialistas. Líder Doninha.

Vida em Amabel – a metrópole onde tecnologia e belas arquiteturas andam juntos. É um lugar o qual não se é possível desbravar tudo só de uma vez, aliás, se formos definir em um adjetivo, com certeza seria “magistral”. Ela parece te engolir, com suas altas e incomparáveis construções, digo, simetria e imponência jamais vistas. Se pararmos pra pensar e quisermos fazer uma analogia, comparando-a com as curvas de uma linda mulher, é evidente que se encaixaria, tendo em vista que beleza, curiosidade, anseio e a forma estarrecida que a cidade ou esta linda mulher podem gerar; é indubitável quanto à própria beleza da Deusa Amabel, cujo o nome é o mesmo de nossa supracitada cidade.

Apoesh

Reino da música. Diz a lenda que Apoesh era um vilarejo vil e maligno que tentou ludibriar a deusa Samantha quando esta estava viajando pela região. E que para se vingar dos aldeões ela lançou uma maldição no lugar. Verdade ou mentira, ninguém consegue se comunicar dentro de Apoesh sem cantar.

apoesh

Castelo de Cristal em Apoesh.

Governo: Regente, Nistara dyn Kayllis

População: 12 mil habitantes (80% ilitas, 10% elfos, 10% outros).

Clima: frio, minimas -2˚C – máximas 28˚C

Divindade: Samantha

Lugares de Interesse:

Taverna do Cisne Verde: taverna mais popular na cidade onde todos os funcionários dançam sobre o balcão. Dono Girka Coiote.

Avenida Principal: rua de tijolos dourados onde passam os desfiles da cidade.

Castelo de Cristal: um castelo utilizado pelo reino para cerimônias e casamentos. Onde são apresentados eventos e bailes belíssimos.

Ponte dos Desejos: uma ponte pequena sobre um pequeno ribeiro, onde os aldeões jogam moedas para pedir coisas.

Padaria Delícia: uma padaria onde tudo é feito por ratos. Líder Jaw.

Bosque dos Gally Birds: um bosque com pássaros mágicos que cantam.

Ordens Secretas

Guilda dos Cantores: uma ordem ladrões e bardos. Líder Linda.

Coração do Bosque: uma ordem de fadas e dríades que estuda o reino com muito interesse. Líder Clara.

Ordem do Silêncio: uma guilda de pessoas que se recusa a cantar, e por isto são mudos, e tenta libertar o reino da maldição. Líder Zangado.

Vida em Apoesh – Residir em Apoesh é como viver todos os dias em um sonho, o ritmo da cidade bate em uma constante alegria com canções por todos os lados que até as brigas se tornam divertidas pois sua duração é de no máximo duas estrofes. As melodias são contagiantes cada uma com uma rima incessante, todos se metendo na canção alheia se não cantar em Apoesh Cadeia… Mas as pessoas tendem a nunca deixar Apoesh porque a energia positiva aqui é tão contagiante que não existe espaço para miséria temos musicas de todos os gostos cada uma em seu bairro e todas convergem em harmonia no centro da cidade é simplesmente orquestral, fenomenal e etc e tal…

Apotreck

O reino dos calibans. Evitado e temido pelos homens, Apotreck é um reino de caos e medo. Lar dos temidos humanoides calibans que atacam terras humanas em busca de pilhagem e destruição. Já foi atacada por riornianos e claymornianos, mas sempre conseguiu sobreviver as investidas. Até mesmo a guerra contra Monkoles foi suprida pelo reino do caos.

apotreck.jpg

Centro de Apotreck

Governo: Regente, Trok dyn Galer

População: 20 mil habitantes (80% calibans, 10% saudidios, 10% outros).

Clima: quente, minimas 18˚C – máximas 45˚C

Divindade: Kan-Kaos

Lugares de Interesse:

Taverna Sangue de Lobo – uma taverna popular no reino onde os Calibans se reúnem antes de suas viagens. Dono Abutre Prateado.

Arena Centenária – uma arena de gladiadores onde os Calibans se divertem atirando prisioneiros  para monstros e vendo-os se matarem por liberdade. Capacidade para mil pessoas.

Castelo Obscura –  um castelo com túneis e masmorras que entram parecem levar para o centro do mundo. É um labirinto perigoso onde os Calibans trancafiam seus inimigos e escondem monstros terríveis.

Pantano da Desolação – um pântano no centro da cidade muito querido pelos Calibans pois nele vivem os três Ents Negros: Medo, Guerra e Miséria.

Fornalha de Assalaria – uma fornalha vulcânica com centenas de escravos que trabalham até a exaustão para fornecer armaduras e armas para o reino. Líder Assalaria.

Minas de Carvão – a maior mina de carvão do continente.

Ordens Secretas

Os Batedores do Caos – uma ordem de guerreiros de elite que luta guerras especiais escolhidas pelo rei. Líder Balathus o Caolho.

Xakithos – uma ordem de magos calibans. Líder Evranth o Doido.

Azuleno

O reino murado. Azuleno foi construído como um forte avançado de Riornia para coibir o avanço dos Claymornianos. A ideia de construir uma muralha poderosa e impenetrável serviu para vencer a guerra, mas acabou por garantir a segurança daqueles homens e mulheres que migraram para a região. Logo o forte se tornou cidade e a cidade reino.

Azuleno

Muralha de Azuleno

Governo: Regente, Vhalshirom Luthenkal

População: 120 mil habitantes (40% rayvodios, 40% saudidios, 20% outros).

Clima: temperado, minimas 8˚C – máximas 35˚C

Divindade: Argeny

Lugares de Interesse:

Taverna do Egua Prateada: taverna mais popular na cidade. Dono Borcath Landre.

Praça Luthenkall: praça central da cidade.

Penhorista Liu-Traw: famoso penhorista shayo que compra e revende artefatos.

Teatro Allen: teatro de peças cênicas e óperas. Tenor Liahell Ludell. Capacidade para 700 pessoas.

Arena Gardirom Luthenkal: uma arena de gladiadores fundada em
homenagem ao antigo herói que conseguiu a independencia de Azuleno frente a Riornia. Capacidade para 8 mil.

Ballet Azuleno: um das mais famosas escolas de ballet do continente. Conhecida pela peça A Gazela Dourada. Bailarina famosa Cremita Lushell.

Ordens Secretas
Cavaleiros Prateados: uma ordem de cavaleiros de elite que age livre. Líder Rimer.

Guilda dos Escorpiões: guilda de arqueiros de elite que age como mercenários usando máscaras. Acredita-se que alguns sejam soldados do reino. Líder Heitor Ludrer.

Sindicado das Vadias: uma ordem de assassinas sensuais quematam grandes políticos. Líder Iurna K.

Vida em Azuleno – Um reino que guarnece diversos tipos de entretenimento, tais como o Ballet de Azuleno, a Arena em homenagem à Gardirom Luthenkal, o Teatro Allen, dentre outros pontos turísticos.
Ademais, se estiver afim de se livrar de algum regente, soberano da justiça ou político corrupto, você está no lugar certo, devido a um Sindicato de Assassinas que além de fazerem seu serviço sujo, são bem atrativas aos olhos.
Por fim, hoje a grande muralha esconde um reino que já não podemos considerar mais como somente um forte avançado, mas sim como uma poderosa fortaleza, tornando-se um aliado em potencial para quem deseja se abrigar de qualquer ameaça iminente.

Dræma

O reino castelo. Antigamente o castelo de Dræma tinha como finalidade abrigar as famílias nobres de Riornia durante invasões ao reino. Com o crescimento do reino de Riornia e a construção da muralha de Azuleno, o castelo começou a ficar abandonado. Até que no final do primeiro século da era vermelha, o rei Natruk Chamouth passou a incentivar a migração para a região, dando inicio a cidade Castelo de Dræma. Em 770 Akille Chamouth declarou Dræma independente e se tornou seu primeiro rei.

Draema

Entrada de Draema

Governo: Regente, Akille Chamouth

População: 50 mil habitantes (60% rayvodios, 30% saudidios, 10% outros).

Clima: temperado, minimas 8˚C – máximas 35˚C

Divindade: Brigith

Lugares de Interesse:

Taverna Cúbica: taverna mais popular na cidade. Dono Ull. Bardo Arrario.

Museu de Armas: um museu especializado em armas e armaduras. Também possui uma ala para armas mágicas desativadas e algumas réplicas de armas famosas.

Teatro de Dræma: um teatro redondo com uma excelente acústica querecebe o talentoso e famoso teatro de máscaras dos Rayvodios. Capacidade 1200 pessoas.

Biblioteca Rhenna: uma biblioteca enorme, a quarta maior do mundo, que possui muito conhecimentos à vista para todos e alguns um tanto escondidos.

Arena de Jogos Urgher: uma antiga arena de gladiadores, que hoje recebe jogos atléticos. Akille Chamouth foi quem alterou o espetáculo da arena. Capacidade 4 mil pessoas.

UNIDRÆ: a universidade de Dræma atrai estudantes de diversos reinos. Possui cursos de história, matemática, geologia, sociologia, política, filosofia, literatura, artes plásticas, ciências biológicas e direito. Reitor Iolen Trochan.

Ordens Secretas

Cavaleiros de Akille: uma ordem de cavaleiros justos e honrosos que seguem os preceitos e ensinamentos de Akille. Líder Aylisses Lath.

Sindicato bom Ladrão: uma guilda de ladroes organizada que prega o trabalho honroso e leal dos ladrões: Líder Gioledes Sulith.

Unidade Negra: uma ordem de cavaleiros malignos que corrompe o coração da cidade. Líder Vianne Lath.

Alquimistas da Era Azul: uma ordem de alquimistas e cientistas que trabalham em pesquisas avançadas. Líder Lertles Viuth.

Vida em Dræma – Viver em Dræma é se vislumbrar com o museu das armas e relembrar os heróis que as empunharam, é visitar a biblioteca Rhenna e ver acadêmicos estudando pilhas de livros mais altas que suas cabeças, e no final do dia, se deleitar com o teatro de máscaras.

Duvikburg

Ergedon

O reino cachoeira. Ergedon é um reino construído ao pé de um conjunto de treze cachoeira. A convenção de bardos em Trindade tombou a cidade de Ergedon como uma das 9 Beldades do mundo de Digared em 757 e.d.vm.

old_padde_by_flaviobolla-day3sqq

Praia de Ergedon

Governo: Regente, Alejandra Dimitriel

População: 100 mil habitantes (40% mantaros, 25% ilitas, 20% saudidios, 15% outros).

Clima: temperado, minimas 12˚C – máximas 42˚C

Divindade: Sônia

Lugares de Interesse:

Taverna Cachoeira: taverna mais popular na cidade. Famosa pela cachoeira de cerveja. Dono Micull Donny.

Cataratas de Ergedon: conjunto de 13 cachoeiras que são o ponto turístico do reino. Destaque para o Portal para Stammbrillo com suas 71 m de queda.

Arena de Trovadores: um coreto na praça central que recebe concursos de bardos trovadores. Bardo Germe Negro.

Pântano do Rei Crododio: um pântano proibido pelas autoridades da cidade onde são oferecidas escravos uma vez por semana.

As Cinco Irmas: um bosque com cinco entes antigas que estão em estado de petrificação. Um cogumelo raro cresce la. O cogumelo de ERGEDON.

Caravela do Capitão Palhaço: no fundo do rio ágape encontra-se uma nau afundada. Muitos saqueadores já mergulharam atrás de tesouros. Alguns voltaram ricos outros nunca mais retornaram. Mas todo são atraídos pelo Rubi das Neves que dizem estar lá embaixo.
Ordens Secretas

Guilda dos Girinos: uma guildas ladroes locais. Líder Sapo.

Capitães livres: guilda de piratas locais que atacam barcos demora do reino. Líder Capitão Guilhotina.

Caçadores do Rio: uma guilda de patrulheiros que protegem o rio ágape e dizem impedir que o mal saia do rio para o reino.

Vida em Ergedon –  o que falar dessa maravilha que preenche a nossa Digared. Aliás, uma dica, se estiveres com tempo ou querendo um descanso dessa vida agitada de aventureiro, por favor, vá para as praias de Ergedon, posso garantir que não irá se arrepender, bem como ficar são, uma vez que existe uma taverna onde a fonte natural de cerveja é uma cachoeira, isso mesmo!
Por conta do avantajado relevo, houve a colisão de treze cachoeiras, formando um conjunto belíssimo de cataratas que cercam o reino, fazendo-nos quase crermos que fora obra das Deusas.
Bem vindos à Ergedon!

Estengard

O reino gigante. Segundo as lendas, Estengard foi construído por gigante, dragões e lemúrianos vindos do mar; Mas por alguma razão os antigos donos do reino sumiram, deixando o reino para os humanos da região, que adaptaram a cidade para viverem.

Estengard

Viaduto de Estengard

Governo: Imperador, Gorbach Fonthor

População: 220 mil habitantes (25% mantaros, 25% rayvodios, 20% saudidios, 10% shayos, 10% minotauros, 5% centauros e 5% outros).

Clima: temperado, minimas 10˚C – máximas 36˚C

Divindade: Doragos e Daynamorsh

Lugares de Interesse:

Taverna Baforada: taverna mais popular na cidade. Famosa pela agua ardente que causa alucinação: a Puca. Dono Trinideus.

Arena de Estengard: uma arena de jogos para distrair o povo. capacidade 2 mil pessoas.

Avenida dos Desfiles: uma avenida no centro da cidade, que leva até o Palácio Draconico, que serve como palco para os grandes desfiles de triunfo e artísticos.

Fabuloso Circo do Sr. Mee: um circo de um velho shayo que causa espanto, terror e risadas em sua plateia.

Palácio Draconico: um lindo palácio onde antigamente vivia o Dragão Estengad que fundou o reino. Hoje abriga o cônsul.

A Ponte da Não Queda: uma ponte que passa no meio da cidade, que possui uma magia de queda suave que nunca foi desativada.

Escola de Poesia Ulien Rousheran: um centro acadêmico que ensina filosofia, poesia e artes cênicas. Atrai bardos de muitos reinos. leva o nome do seu bardo fundador.

Churrascaria Bhalshira: Embora os digaredianos não tenham costume de comer este Carneiro ano todo, Batrios Tronth pensou em criar um estabelecimento que prepara está carne de cinquenta maneiras diferentes. É inegável o seu sucesso nos últimos 300 anos.

Ordens Secretas

Guilda dos Lagartos: uma guildas ladroes locais. Líder Pixer.

Ordem dos Dragões de Bronze: uma ordem de cavaleiros que age como elite
de guerra do reino e respeita o líder do reino. Líder Guertion Lanvrekar.

Serpentes de Magma: uma guilda de assassinos que luta contra o domínio do
tiranos. Líder Kemads.

Sociedade da Ponte; uma antiga ordem de magos que se escondia na cidade duraste as perseguições de Claymor. Lider Invetano Tam.

Flershal

O reino acorrentado. Contam as lendas que uma guerra entre deuses e lemúrianos ocorreu na região de Flershal e a terra começou a levitar lentamente. Foi apenas na era do dragão vermelho que o povo de Flershal percebeu que seu reino estava levitando para o céu. Assim eles passaram a acorrentar o reino para que este não fosse para o espaço. Atualmente Flershal está há 12 Km do solo.

fle

Flershal a cidade acorrentada

Governo: Rainha Tricinia Fonthor

População: 7 mil habitantes (35% mantaro, 35% saudidios, 25% ilitas, 5% outros)

Clima: frio, minimas -9˚C – máximas 27˚C

Divindade: Ividinia

Lugares de Interesse:

Taverna JouJou – a taverna mais popular da cidade. Destaca-se por possuir uma parede de vidro resistente que mostra as alturas. Dono Bigode.

Baloeiros – os balões de ar quente são uma tradição do reino. São organizadas corridas nos dias festivos.

Casa da Madame Riqelen – uma casa de prazeres mundanos muito famosa no continente.

Alfaiate Cristal – uma alfaiataria que produz tecidos únicos: camisa d’água, capas de pedras e outros itens estranhos. Dizem que Cristal pode costurar o vento.

A Estatua que Chora – na praça principal da cidade existe uma estátua de uma mulher olhando para a entrada da cidade. E sempre que anoitece esta estátua derrama lágrimas. Muitas lendas cogitam a história dessa estátua, a mais comum é que ela é a esposa de um cavaleiro que jurou retornar.

Pomar Resplandecente – um pomar protegido por duas fadas: Iris e Clara.

Ordens Secretas

Guilda Asa delta – uma guilda de ladrões que se especializou em asa deltas. Líder Bagaço.

Flechas Trovão – uma guilda de arqueiros e cavaleiros que cavalga montarias aladas e protege o reino. Líder Gortall Mallkos.

Vida em Flershal – Existem muitos lugares onde ouvimos a expressão “você está com a cabeça nas nuvens”, sim nós estamos, mas nem por isso somos avoados (com o perdão do trocadilho). Flershal é um reino abençoado, não nos preocupamos com guerras, a água aqui é abundante e brota magicamente do centro de nossa ilha voadora. Conseguimos viver em harmonia e cultivar quase tudo em a’qua cultura. Uma característica marcante todos nos mataríamos por um belo assado bovino os bois são difíceis de trazer e difíceis de entender que o nosso “mundo realmente é plano”.

Flexna

O reino dos engenheiros. Flexna é conhecida como a cidade da nova era. Longe do continente, junto com Amabel é a cidade mais rica e próspera. Liderada e governada por um conselho burgues que usa tecnologia, ciência e magia para suas criações. Veículos elétricos, planadores, balões de gás, trens, são algumas das facilidades encontradas em Flexna.

flexna

Governo: Conselho Burgues

População: 20 mil habitantes (40% ilitas, 20% rogens, 20% anões, \10% shayos, 10% outros).

Clima: temperado, minimas 2˚C – máximas 40˚C

Divindade: Argeny

Lugares de Interesse:

Taverna Locomotiva: taverna mais popular na cidade. Construída dentro de uma locomotiva antiga. Dono – Ruuk.

Vespas Voadoras: um centro de veículos voadores onde os cidadãos vão para conhecer as novas tendências na industria aérea. Destaque para a oficina de Aysmin que possui onze tipos de veículos a vapor. É detentor também do recorde de um veículo voando sem descer para o solo: 290 min.

Universidade de Tecnologia de Flexna – um centro acadêmico que busca enriquecer o conhecimento tecnológico e cientifico do reino. Recebe muita influência do conselho Azul, mas é considerado um dos pilares da manutenção criativa do reino. Reitor Tokis Mahonas.

Usina Municipal: um centro de estudo tecnológico que trabalha com eletricidade. É responsável por recarregar as lampadas de luz elétrica – artigo muito popular na cidade.

Teleférico: um veículo a base de roldanas e engrenagens que trasporta as pessoas em nove pontos da cidade. Muito popular em turismo.

Arena de Golens de Ferro: uma rinha onde golens de metal lutam até a destruição total. Embora o nome fale em Golem, a maioria dos artefatos não possui qualquer propriedade mágica e sim tecnológica. Destaque para o Golem Máquina Mortífera, que é o grande campeão.

Hospital Corratin’n: um hospital que trata doenças e ferimentos com ciência e tecnologia, dispensando o uso de magias divinas. Destaque para o cirurgião Edvist Organk, responsável por centenas de transplantes de órgãos.

 

Ordens Secretas

Guilda Vermelha: uma ordem que boicota as invenções tecnológicas, afirmando que tais são um desrespeito com a criação dos deuses. Líder: Emissário.

Piratas Alados: uma gangue de piratas que saqueia e rouba invenções e tecnologia. Líder: Pernas de Aço.

Conselho Azul: uma ordem de sábios e cientistas que restringe e coordena as invenções conforme suas utilidades e malefícios. São acusados pela Ordem Liberdade Grená de guardarem pelo menos vinte invenções visionárias para o mundo. Líder: Nohad Tran.

Ordem Liberdade Grená: uma ordem de inventores rebeldes que busca liberdade para criar e manipular invenções que o Conselho Azul considera malignas. Líder: Lady Metal.

Guelrom

O reino dos cavaleiros. Uma cidade conhecida pelos seus magníficos cavalos e a perícia de seus habitantes na arte da montaria.

guelrom.jpg

Vista de Guelrom das pradarias

Governo: reinado, Phillipe Barezade

População: 90 mil habitantes (50% mantaros, 25% saudidios, 10% shayos, 5% centauros, 10% outros).

Clima: temperado, minimas 12˚C – máximas 45˚C

Divindade: Herepon

Lugares de Interesse:

Taverna Centauro: taverna mais popular na cidade. Dono Renzo Frederik. Bardo Varo Lampestro.

Haras Garten: principal Haras, conhecido no mundo inteiro por ter os melhores cavalos. Dono Giotto Caratas.

Arena Gorth: arena do reino para disputa de duelos de justas. Campeão Urith de Lampestro e Garissa Lampestro. Lenda Bellostro Lampestro. Capacidade para 3 mil pessoas.

Praça Lentrosh: Praça pública em homenagem ao herói Donen Lentrosh. Há uma estátua dele sobre um cavalo.

AnFiteatro Politha: Anfiteatro onde acontece os discursos e peças de teatro. Em homenagem a barda Politha Nesh. Atriz principal, Aura Taran.

Palácio de Durkan: palácio belíssimo e abandonado, criado por um excêntrico herói que enlouqueceu com a morte de sua amada Anilla Durkan. Herói Urith Durkan.

Hipódromo Real: hipódromo onde ocorrem as corridas de cavalo. Capacidade para 5 mil pessoas.

Ordens Secretas

Montaria de Aço: grupo de elite de cavaleiros do reino. Líder Primo Durkan.

Guilda dos Engenheiros: guilda de ladroes locais. Líder Aguila Sortuda.

Vida em Guelrom – Viver em Guelrom é nascer sabendo montar, e ser muito bom nisso. Crescer e amadurecer junto com seu companheiro equino, ouvir a multidão vibrando no hipódromo com as corridas e sonhar em ser seu campeão. É se juntar ás ordens de cavaleiros e fazer os inimigos recuarem ao sentirem o solo tremer com os galopes de seus poderosos cavalos.

Hal-Has

A cidade dos anões. Formatada em uma gigantesca montanha  da serra lemuriana, Hal-Has é uma da maravilhas arquitetônicas criada pelos anões. É um reino que ostenta a magnitude egocêntrica do povo anão. A cidade se divide em duas, a turística, onde ficam os mercados e feiras e é permitida a entrada de pessoas de fora. E a subterrânea, dentro e abaixo da montanha. Estimasse que esta segunda seja cinco vezes maior que a outra.

hal-has.jpg

Hal-Has

Governo: reinado, Dizer Darmeron

População: 300 mil habitantes (90% anões, 5% nohëans e 5% outros).

Clima: temperado, minimas 2˚C – máximas 40˚C

Divindade: Argeny e Luciany

Lugares de Interesse:

Taverna Bafo de Ponei – uma taverna popular, localizada na entrada da cidade. Famosa pela água-ardente dos anões: Mijo de Porco. Dono – Vontrares Barba Queimada.

Forja Daynamorsh – uma gigantesca forja que usa lava vulcânica para aquecer. É nela que é feito o famoso metal de mitril dos anões. Ferreiro Principal, Fedritoran.

Circuito das Carroças – uma faixa de ruas, separadas nos festivais para as corridas de carroças, um esporte muito apreciado pelos cidadãos.

Torre inversa – uma torre subterrânea que leva até uma sauna vulcânica. É o único local subterrâneo permitido para habitantes de fora.

Os Sete Mestres – em um espaço da montanha está esculpido o rosto dos sete herois maiores dos anões: Trisman, Deleron, Frïdalla, Estarom, Gallaberth, Urten e Sam. Cada rosto possui o tamanho de 9m.

Ordens Secretas

Ordem dos Machados – uma ordem de guerreiros anões e nohëans que se reúnem para bebedeiras e nada mais. Líder – Akasherom

Prata Negra – uma ordem de anões fieis a Argeny usada pelo reino como unidade especial.

Helenary

O reino diplomata. Muitos consideram Helenary como o centro do mundo. É um reino prospero que procura não se envolver em guerras. Ao contrário, a maioria dos tratados de paz são assinados em Helenary. O reino é conhecido pelas suas universidades humanas, cientificas e magicas.

helenary

Governo: paralmentalista, Rei Geromel Dimitriel.

População: 700 mil habitantes (30% ilitas, 25% saudidios, 5% daiones, 40% outros).

Clima: temperado, minimas 2˚C – máximas 30˚C

Divindade: Ividinia

Lugares de Interesse:

Taverna Memória: taverna mais popular na cidade, conhecida por sua enorme carta de vinhos. Praticamente todos os vinhos são encontrados aqui. Dono Edique Filin.

Arena de Touradas: arena do reino, capacidade para 2 mil pessoas, para apresentação de touradas e rodeios. Toureiro principal Caniish Delemans.

Teatro de Ilusões: Antigo teatro de ilusões fundado pelo mago Tashillen, Dercamus. Ficou famoso no mundo inteiro. Capacidade para 155 pessoas. Dono Egigan Derrante.

Castelo de Compras: um gigantesco palácio luxuoso com centenas de lojas que vendem todo tipo de produtos.

FACHEL: Faculdade de Helenary, fundada mais recentemente, ensina medicina, matemática, engenharia, magia e alquimia. Reitor Grunico Roushe.

Praia Hillany: uma praia belíssima com águas cristalinas e areia fofa. É um dos maiores pontos turísticos do reino, frequentado apenas pela elite do continente.

O Maravilhoso Circo de Equitamis: um circo milenar que chama atenção pelos melhores artistas circenses do continente, e por não possuir aberrações. Dono Família Cartan.

Gazeta Liberdade: Um jornal livre de amarras é famoso por ser polêmico. Jornalista Principal Vuanus Lijan.

FHCH: Faculdade Helenariana de Ciências Humanas. A maior universidade do continente. Possui cursos de todas as ciências humanas destaque para história e filosofia. Reitora Hillany Umarsh.

Ordens Secretas

Guilda dos Cem: uma guilda de ladroes que só aceita 100 membros vitalícios. Líder Luith Onze Dedos.

Sábios Púrpuras: uma antiga ordem de magos que chefiava e regulamentava a magia no reino. Líder Hannala Dediar.

Sindicato Burguês: uma ordem de burgueses que regulamenta as leis e estratégias de comércio. Humberes Levantin

Vida em Helenary – Ahhhh! Helenary, o lugar mais bonito do mundo. E não me refiro somente a arquitetura magistral das construções. Mas sim as belas, loiras, morenas, ruivas não importa a cor ou a raça todas as mulheres em Helenary tem as coxas grossas e bustos avantajados, lábios carnudos e dentes braquissimos e uma sensualidade felina. Em Helenary você pode aprender qualquer coisa graças as suas maravilhosas universidades só não te ensinam a curar um coração partido !

Iliguerd

O reino dos inventores. Se tem um lugar em Digared onde a criatividade voa, este lugar é aqui. Uma cidade construída em sentido vertical com elevadores e escadas andantes. Planadores, teleféricos e diversos sistemas de engrenagem e vapor que tornam a vida em Iliguerd mais facilitada.

iliguerd

Vista de baixo de Iliguerd

Governo:

População: 200 mil habitantes (30% rayvodios, 30% ilitas, 25% saudidios, 5% shayos, 10% outros).

Clima: temperado, minimas 8˚C – máximas 30˚C

Divindade: Mur-Hay

Lugares de Interesse:

Taverna Vagalume: taverna mais popular na cidade. Dono bardo Vagalume.

Celeiro das Ideias: Uma feira no centro da cidade, onde inventores levam seus inventos para receber reconhecimento, patrocínio ou mesmo vende-los.

Haras dos Hipogrifos: um haras especial que cuida da criação de Hipogrifos, além de sua domação.

Jardim Botânico de Iliguerd: um jardim com cristais luminosos que cultivam e alimentam as plantas. Driade Lia Lahan.

Grande Templo da Luz: um templo construído na era das trevas com uma gigantesca escadaria que os fiéis usam para penitência. Clérigo Irmão Flameram Ometrath.

Spa Luminoso: um centro de cura espiritual que os fiéis vão para receber luz no corpo. Dizem curar muitos males. Dona Ursulla Zami.

Ordens Secretas
Iluminados: grupo de intelectuais que descidem tudo na cidade e responsável por ascensões e quedas. Líder H

Guilda dos Inventores: guilda de cientistas locais. Líder Lardhan o Incrível.

Viver em iliguerd – é conviver com as mentes mais criativas de digared, onde não há limites para a tecnologia. É se acostumar a encontrar invenções geniais sendo ofuscadas por engenhocas ainda mais brilhantes. E no seu centro visitar o celeiro das ideias, onde se pode encontrar coisas que nem sabia que existiam mas que agora você precisa.

Lamormy

Reino da Magia. Um dos maiores reinos do continente em riqueza e população absoluta. Lamormy é um reino que vive a magia e divide sua população sob essa ótica: um governo magocracia onde que tem o poder arcano possui voz e quem não o possui ocupa as menores posições sócio-politicas.

lamormy.jpg

Centro de Lamormy

Governo: Magocracia – Solipse Tahohas

População: 800 mil habitantes (90% ilitas, 10% outros).

Clima: Frio, minimas -8˚C – máximas 18˚C

Divindade: Isobel.

Lugares de Interesse:

Taverna Arcana: taverna mais popular na cidade. Pertence a família Aysmin.

Taverna Ratos das Migalhas: uma taverna de baixa classe onde magos não são bem vindos. Dono – Bardo o Insuficiente.

Avenida S: uma avenida cheia de lojas de roupas e acessórios caros, que visam a alta classe. Muitos nobres de outros reinos gostam de vir para esta região procurando as novas tendências de Lamormy. Curioso que 90% das lojas dessa avenida são originais de Helenary.

Teatro Maskout: um grande e luxuoso teatro onde ocorrem grandes concertos, operas e peças cênicas. Capacidade para 10 mil pessoas.

ULMAF: Universidade Lamormyana de Magia Alquimia e Feitiçaria, é onde os magos do reino e de muitos outros, são educados na ciência da magia. A maioria dos principais magos do continente estudou ou se especializou na universidade. Reitor Aurin Deyned.

Observatório Planetário: um centro de pesquisas que estuda os astros no universo. Reitor Paklus Tohenth.

Museus de Estátuas: Algo que parece atrair todos os magos de Digared é estátuas. É uma tendência que todos eles procurem se imortalizar em estátuas de pedra, gesso ou bronze. Alguns diversas vezes. O museu de estátuas buscar eternizar os magos mais marcantes da história de Lamormy e Digared. Artista Lucian Obrik.

Vinícola Savik Odresh: produtora de um dos melhores vinhos do continente, a vinícola possui um grande parque turístico no bairro da Vinícola, que é visitado por apreciadores do mundo inteiro.

Comercio Aysmin – o mago Aysmin é um mago visionário que cria itens encantados por magia para serem comercializados para a elite do continente. Muitos magos o consideram um mundano picareta. Mas para os demais ele é um gênio.

Ordens Secretas
Migalheiros: grupo revolucionário que pretende tirar os magos do poder e entregar este ao povo. Líder Ratazana sem polegar.

Ordem dos Arquimagos: uma ordem de arquimagos com ideias fascísticas e imperiais. Líder Akille Tahohas.

Guilda Gatuna: uma guilda de ladrões, espiões e falsificadores. Líder Sapo.

Tríplice Arcana: um conselho mestre que escolhe três magos poderosos para tomar decisões importantes para o reino, mas que também interfere no continente quando o assunto envolve magia: Filinsty dyn Lyn, Advenne Chamouth e Aurin Deyned.

Laphömy

Reino Divino. A capital de todas as religiões, é onde se concentram os grandes templos e onde os líderes religiosos se reúnem para se tomadas grandes decisões na política de teocracia.

laphomi

Governo: teocrácio, Namotep Red’Rose

População: 400 mil habitantes (30% ilitas, 25% saudidios, 10% cledios 35% outros).

Clima: frio, minimas -10˚C – máximas 26˚C

Divindade: Ividinia

Lugares de Interesse:

Taverna Divina: taverna mais popular na cidade. Dono Celmu Ruu.

Catedral Universal: Um imenso e luxuoso templo que contempla uma
ala para cada deus.

Monastério Antigo de Astarde: um antigo centro formador de clérigos
da deusa Esquecida. Hoje acusa-se ser assombrado.

Praia Furrinalia: uma praia belíssima onde fiéis fazem oferendas a
deusa das águas.

Teatro de Leia: um teatro de pregação onde são encenados as passagens
dos livros de Leia, Lesnahel e Gorgoth.

Gazeta Reino: Um jornal populista que apoia o clero dominante.

Chefiado por Sandini Sannus.

Cemitério Lemuriano: um antigo cemitério onde acredita-se ser o local onde os antigos lemurianos eram enterrados.

UNILAP: Universidade famosa pelos cursos de teologia, medicina, filosofia, história e direito. Reitor Clérigo Martino Gamashon.

Ordens Secretas

Guilda dos Ateus: uma guilda de assassinos e ladroes que age no reino contra os clérigos. Líder Origon Mens.

Alto Clero: uma ordem clerical composta por um sumo sacerdote de cada deus. Acredita-se que ela quem realmente manda no reino.

Sociedade Azul: uma ordem de alquimistas que se esconde das perseguições religiosas contra a ciência bruta.

Sociedade Draconata: Uma ordem secreta de magos que tenta tomar a cidade e torná-la uma nova Lamormy. Líder Gelmer.

Largan

O reino dividido. Largan é um reino que foi dividido por quatro bruxas. Cada uma delas governa, indiretamente, um bolsão dentro do reino: alterando seu clima, governo e natureza. Apenas a zona central do reino, ainda se mantém correta; Mas isto impede que os aldeões consigam sair da cidade.

largan

Centro de Largan

Governo: absolutista, Rayllis dyn Kayllis

População: 30 mil habitantes (20% rayvodios, 20% ilitas, 25% saudidios, 35% outros).

Clima: indefinido

Divindade: Eucklides

Lugares de Interesse:

Taverna 5 Espaços: taverna mais popular na cidade, possui filiais nos cinco bolsões. Dono Família Quimas.

Castelo de Gelo: no bolsão do Gelo há um castelo feito de gelo que nunca derrete. Dizem que ele foi construído por um mago que queria conquistar a fada do gelo.

Armazém Centopeia: no bolsão do Deserto há uma carcaça de uma centopeia gigante onde foi feito um grande armazém de vendas e variedades. É o único cetro econômico do bolsão.

Teatro dos Mortos: no bolsão da escuridão há um teatro chefiado por uma clériga antiga (Sammy) que apresenta obras encenadas por espíritos. Dizem que algumas peças terminam nos pesadelos.

Vale das Árvores risonhas: no bolsão das árvores, existe um vale com árvores brincalhonas que enganam e trolam os viajantes. Também é popularmente conhecido como vale dos suicidas.

Cachoeira Inversa: no bolsão das árvores uma estranha cachoeiras que troca a direção de seu movimento duas vezes ao dia (meia noite e meio dia) por 7 minutos.

Praça de Largan: no bolsão central fica a praça de Largan, onde há a feira artesanal e o teatro de bonecos.

Ordens Secretas

Guilda Ilusória: uma guilda de ladroes. Líder Lagartixa.

Covén 7: um coven de sete bruxos que age espelhado nos bolsões.
Líder Gargalla Sete Nomes.

Litarmina

Reino do vulcão. Litarmina se localiza dentro de uma grande ilha, de mesmo nome, onde há um gigantesco vulcão – Daynarom -. Os Litarminianos aprenderam a conviver com a lava e o calor. Construíram sua cidade dentro e em torno de Daynarom.

litarmina

Litarmina

Governo: comunista

População: 10 mil habitantes (20% mantaros, 20% ilitas, 35% saudidios, 25% outros).

Clima: Quente

Divindade: Daynamorsh

Lugares de Interesse:

Taverna Brasa: taverna mais popular na cidade, famosa por sua cachaça gelada. Dono – Bartids.

Rio de Lavas – um rio de lavas utilizado para corridas de barcos de pedra. Um esporte muito popular no reino, e perigoso.

Arena das Serpentes – uma arena de gladiadores utilizada para jogos e execuções. Capacidade para cinco mil pessoas.

Mercado Público – Litarmina é comunista, não possui comercio, e o mercado é onde as pessoas se organizam para receber suas porções semanais. É proibido armazenar.

A Grande Forja – uma forja que produz armas, ferramentas e estátuas de bronze. É a principal fonte de renda do reino.

Ordens Secretas

Partido: uma ordem de políticos que governa a cidade. Ela não possui lideres definidos.

Isa Corolyn: uma guilda de aventureiros liderados por Isa Carolyn, que busca manter a ordem no reino e resolver os prolemas da ilha.

Khalenita

O reino dos clédios. A Khalenita é uma das regiões mais bonitas de Digared, devido suas construções faraônicas. Grandes templos, gigantescas estátuas de pedra, piramides e totens imensos. Embora seja um reino Clédio, os saudidios são a maioria, mas mais de 90% destes são escravos.

khalenita

Khalenita

Governo: absolutista, Zenith Red’Ronths

População: 600 mil habitantes (35% clédios, 50% saudidios, 15% outros).

Clima: temperado

Divindade: Brigith

Lugares de Interesse:

Taverna Mascara: taverna mais popular na cidade. Dono Enimotep.

Piramide dos Red’Ronths: uma gigantesca piramide que guarda os restos mortais da família Red’Ronths. Todas as gerações da popular e nobre família são guardadas e mumificadas lá.

Jardim Litarmina – um belíssimo jardim construído em homenagem aos deuses.

Templo Clédio – um templo construído em mármore em homenagem ao antigo império da Ilitia. Toda a história do povo clédio é contada em hieroglifos nas paredes do salão de Malpeti.

Morgateff – uma grande estátua do poderoso Morgateff, uma víbora de dezenas de metros, derrotada pelo poderoso Lataberon Nahi.

Ordens Secretas

Guilda Sombria: uma guilda de ladroes locais e assaltantes de túmulos. Líder Brontx.

Morganicos: uma ordem de sacerdotes de Ixchel que planejam dominar a cidade.

Cavaleiros de Sength – uma ordem de cavaleiros que lutam contra as trevas. Líder Calacius.

 

Megïrom

reino da maçã. Um reino agrário que se especializou na cultivação de maçã e sua exploração. Mas a verdade é que Megïrom é visto como uma piada pelos demais reinos do continente.

megirom

Centro de Megïrom

Governo: maçãcracia, todo ano uma moça é escolhida por sorteio.

População: 6 mil habitantes (80% ilitas, 20% outros).

Clima: frio, minimas -2˚C – máximas 29˚C

Divindade: Govenga

Lugares de Interesse:

Taverna Leça: taverna mais popular na cidade. Dono Marcy.

Casa Megï: Uma espécie de prefeitura onde vive a rainha do ano de Megïrom. Atual – Bonita Gartilla.

Arena da Maçã: arena do reino para disputa de gincanas e jogos (pacíficos) atléticos. Atleta principal – Gëlrem Quant. Capacidade pra 750 pessoas.

Teatro Vermelho: Teatro famoso por encenar diversos romances de escritores famosos locais. Três dos cinco maiores romancistas do mundo são de Megïrom: Cartian Sans, Evelly Shay e Gartian Gaxiin.

Vinicultura Real: Famosa vinicultura que produz o grande vinho Megï Real. Um vinho de maçã com uvas. A cerveja doce da cidade também é produzidas aqui.

Fonte do Amor: uma fonte escondida em uma caverna que segundo a lenda trás o amor. pessoas do mundo inteiro veem a cidade atraídas por esta lenda.

Padaria Dahana: confeitaria secular famosa pelos pães e bolos que produz.

Ordens Secretas

Guilda dos Poetas: uma guilda de bardos que se reúne escondido sabe-se la por que. Bardo Líder – Verik Sem Amarras.

Melgorona

O reino arena. Melgorona foi fundada pelo gladiador Melgoron que venceu a arena de Claymor com setenta vitórias. Liberto e rico, ele fundou um vilarejo para escravos e gladiadores libertos. Melgorona foi crescendo e se desenvolvendo, se tornando a capital dos jogos de arena.

melgorona

Grande Arena de Melgorona

Governo: absolutista, Lucas Barezade

População: 6 mil habitantes (70% saudidios, 20% mantaros, 10% outros).

Clima: quente, minimas -19˚C – máximas 52˚C

Divindade: Angreifer

Lugares de Interesse:

Taverna Gladio: taverna mais popular na cidade, possui no centro um ring para brigas. Dono Balerian. Barda Galpiele. Lutador Artan.

Forja Anão Charmoso: uma forja famosa por suas espadas belíssimas e detalhadas. Feitas sobre encomenda. Dono Erveton Notami.

Grande Arena: arena de gladiadores com capacidade para 70 mil pessoas. Muito mais que o tamanho total da cidade.

Velho Casarão: Arena mais antiga da cidade, dos tempos da fundação. Tem capacidade menor, mas ainda é usada para pequenos eventos. 4 mil pessoas.

Curandeiro Fortuna: um velho druida Nohëan que se estabeleceu na cidade e trabalha para lanistas que precisam regenerar seus gladiadores. Apesar de ser muito caro, dizem ser capas de milagres.

Moinho Queimado: no ano de 560 Melgorona tentou fazer um moinho maior que o de trindade. Por infelicidade do acaso, ou não, o mesmo foi incendiado no dia da sua inauguração. Hoje ele é abandonado com histórias de ser assombrado.

Ordens Secretas

Sindicato dos Lanistas: um sindicado de lanistas que estipula o valor dos gladiadores, cotação de apostas e tudo que tem haver com jogos. Líder Bartus Lecan.

Liga dos Gladiadores Livres: uma ordem de gladiadores que não possuem donos e lutam como emprego. Líder Marlleus Urk.

Napoesh

O reino sem dono. Napoesh é o reino da fronteira dos domínios de Claymor e Riornia. É uma área pouco protegida, com péssima vegetação e disputada pelos dois reinos inimigos. Napoesh já trocou de dono onze vezes na era do dragão vermelho. É considerado pela Gazeta de Helenary como o pior lugar do mundo para se viver.

Napoesh

Cidade de Napoesh

Governo: absolutista, Ruger Fonthor

População: 1,6 mil habitantes (50% saudidios, 20% mantaros, 10% rayvodios, 20% outros).

Clima: quente, minimas -14˚C – máximas 40˚C

Divindade: Luperqalia

Lugares de Interesse:

Taverna Ingrime: taverna mais popular na cidade, ganhou o nome por ser torta e inclinada em 15 graus. Dono Azedo Egen.

Praça da Posse: praça no centro da cidade onde é definido quem governa o reino, discursos e pronunciamentos. No centro da praça, mães e viúvas acendem velas para os filhos desaparecidos.

Ruínas Antigas em um de seus frequentes ataques sofridos, o sul da cidade ficou todo em ruínas. Obrigando o povo a se mudar com risco de desabamento.

Torre sem Bandeira: uma masmorra com diversos túneis que serve como prisão. Ela sofreu onze reformas de Claymor e Riornia, e até hoje na se conhece alguém que a entenda por completo. Muitos presos fogem das selas e se perdem em seus túneis.

Ordens Secretas

Guilda dos Sem Sombra: uma guilda de ladroes e assassinos. Líder Conde.

Guilda do Sal: uma guilda de ladroes que assina com sal. Líder Zembredos Sal.

Ordem Protetora: uma ordem religiosa de vários deuses que ajuda a cidade. Líder Riumat Sellarir.

Neabline

Reino nebuloso. Neabline é um reino, segundo a crença, com uma maldição de neblina eterna. É uma região muito fria e escura, onde parece que o sol jamais vai chegar.

neabline.jpg

Muralha de Neabline

Governo: absolutista,

População: 4 mil habitantes (60% ilitas, 30% nohëans, 10% outros).

Clima: Frio, minimas -20˚C – máximas 9˚C

Divindade: Ividinia.

Lugares de Interesse:

Taverna da Gato Escaldado – uma taverna popular na cidade com diversas fontes térmicas.

Chocolataria Prays – Neabline é o reino que mais compra cacau de Alísios e isto se deve a chocolataria Prays maior produtora e distribuidora de chocolates.

Muralha Neabline –  Neabline é o último reino ao norte, seria de se esperar muralhas que fechassem o sul. Contudo o reino construiu no final da era branca, uma gigantesca muralha que fecha o norte – Floresta Nebulosa. Os motivos se perderam com o passar dos séculos, mas coincidência ou não, os Nohëans em Duvikburg construíram diversos postos de observação virados para a mesma direção. O que será que Neabline e Duvikburg temem?

Estátua de Ividinia – uma estátua de gelo de vinte e três metros de altura, construída pelo sumo-sacerdote Lesnahel de Ividinia. É a maior e mais duradora construção em gelo do mundo.

Ordens Secretas

Guilda da Neblina – uma guilda de ladrões locais liderada pelo ladrão Nevolas.

Ordem do Gelo – uma ordem de feiticeiros e bruxos que cultuam uma entidade elemental do gelo que segundo eles, dorme nas entranhas da Floresta Nebulosa.

Sentinelas da Muralha – uma ordem de patrulheiros e rangers que vigiam a muralha de Neabline a espera de algo que nunca vem.

Nipshaw

Reino alagado. um dos reinos mais curiosos, pois foi construído inteiramente sobre água. As ruas são tomadas por rios onde canoas e pequenos barcos são utilizados como transporte. As construções públicas possuem chãos de vidro dando com diversas espécies de peixe aos seus pés. Nipshaw é um reino shayo, mas devido a recente abertura de comercio, passou a receber muitos imigrantes rayvodios.

nipshwa

Nipshaw

Governo: absolutista, Takatta Takarage

População: 12 mil habitantes (70% shayos, 20% rayvodios, 10% outros).

Clima: quente, minimas -14˚C – máximas 40˚C

Divindade: Doragos.

Lugares de Interesse:

Taverna da Raposa de Três Caudas: taverna mais popular na cidade, possui uma estátua de uma raposa de 3 caldas em sua entrada. Dono – Chuni-Lak.

Parque dos Golfinhos – um parque aquático que possui golfinhos treinados.

Templo do Rei Sapo – um templo exotérico onde ruffos, homens sapos, fazem massagens, energização e dão passes. Líder Sussutera.

Ordens Secretas

Guilda do Vento: uma guilda ninjas assassinos. Líder Makay.

 

Ometardeck

O reino dos piratas. Ometardeck é um reino que louva a pirataria. Foram os primeiros a se lançarem ao mar, conquistar colônias, mas foram rapidamente sobrepujados por Rogen. O que restou para Ometardeck? Roubar de volta o que lhes era de direito.

ometardeck

Porto dos Tubarões, Ometardeck

Governo: absolutista, Jan Red’Ronth

População: 21 mil habitantes (70% bernas, 10% saudidios, 20% outros).

Clima: quente, minimas -12˚C – máximas 40˚C

Divindade: Furrinália

Lugares de Interesse:

Taverna Gato no Run: taverna mais popular na cidade, conhecida por ter um pedaço dentro do mar onde as leis da cidade não valem. Dono Pescoço.

Praça Rhalephar: praça no centro da cidade que homenageia o herói Rhalephar um dos maiores do mundo e o maior do reino. ha uma estátua no centro.

Escola de Navegação um prédio no centro da cidade onde os navegadores se reúnem para traçar rotas, pedir patrocínios e trocar espólios. Líder Capitão Borist.

Arena de Ometardeck uma arena com capacidade para 2 mil pessoas onde ocorrem jogos de gladiadores e treinos atléticos.

Templo de Leia: um museu que conta a história de Leia a navegadora que escreveu o livro sagrado.

Feira Milenar: a famosa e gigantesca feira de Ometardeck que vende itens exóticos do continente, ilhas colônias e até outro mundos.

Ordens Secretas

Guilda Sardinhas: uma guilda de ladroes locais. Líder Musgo Doido.

Guilda do Mochileiro : uma guilda de andarilho que viajam por reinos, mares e planos. Líder Seth.

Ordem dos Pioneiros: uma ordem de navegadores nobres. Guilda dos Saqueadores: uma guilda de piratas. Líder Capitão Razzenkel Teatro.

Psya

Reino Felino. Um dos reinos mais misteriosos do continente, onde cada habitante possuí um gato como companheiro. Psya é um lugar xenofóbico onde os turistas não parecem ser bem vindos. Os comerciantes apenas passam por lá, e quem deseja o conforto da Praia Palmeira acaba indo para uma região alternativa fora da cidade.

pys

Psya

Governo: absolutista, Crimilla Tahohas

População: 690 habitantes (70% ilitas, 15% saudidios, 15% outros).

Clima: Temperado, minimas -12˚C – máximas 40˚C

Divindade: Atéia.

Lugares de Interesse:

Taverna Ratoeira – estabelecimento comercial com taverna, estalagem, armazém e celeiro. Não se sabe o nome do dono ao certo, mas todos o chamam de Canário.

Praia Palmeira – uma praia pouco usada pela cidade, mas de aparência muito bonita. Possui uma estalagem taverna com o mesmo nome da praia onde os turistas que temem os mistérios de Psya costumam se hospedar.

Templo dos Gatos – uma grande construção que venera diversas esculturas blasfemos de gatos e humanoides híbridos de felinos. O reino de Laphömy considera este um dos templos mais malignos do continente.

Ordens Secretas

Nenhuma.

Rogëna

O reino das Copas. Há muitos séculos Rogëna sobreviveu a uma enchente devido ao rompimento de uma represa. Para se reconstruir eles passaram a construir suas cidades sobre as gigantescas árvores da região, construindo um dos reinos mais bonitos de Digared.

rogena.jpg

Rogëna

Governo: absolutista,

População: 2,6 mil habitantes (60% ilitas, 20% saudidios, 9% elfos, 1% fadas 10% outros).

Clima: Temperado, minimas -2˚C – máximas 42˚C

Divindade: Govenga.

Lugares de Interesse:

Taverna Desgalhada – uma taverna popular na cidade que costuma servir coqueteeis de frutas. Dono Larshavin.

Edifício do Ente – Todas as edificações do reino são feitas sobre as copas das Árvores, mas esta é sobre um Ente vivo. Não pense que ele foi escravizado ou algo assim, mas foi a forma que esta criatura fanfarrona descobriu para se divertir. O Edifício possui um bar, lojas de artesanato e um coreto de apresentações da fada barda Vivyan.

Esportes de Rogëna – depois de Tapsa, Rogëna é o reino que mais cultua esportes: corridas de canoagem, escalada, saltos das copas das árvores. Os cidadãos cultuam muito estas modalidades.

Lanternas Flutuantes – todos os dias 28 de cada mês, os rogënianos saúdam os espíritos da natureza com um show de lanternas. Todas as chamas são apagadas no reino, e apenas as lanternas coloridas das janelas de cada casa são ligadas. De longe é possível ver o que se parece um show de vaga-lumes. Depois as lanternas são soltas e sobrevoam o reino, e o hino da cidade é cantado a capela por todos.

Ordens Secretas

Desafiadores – uma ordem de atletas que coordenam os recordes das modalidades mais perigosas. Líder: O Campeão.

Rogĝen

O reino do povo Rogen. Um reino de navegadores e desbravadores, conhecidos pelas audaciosas corridas marítimas e colonizações de terras desconhecidas. E também temidos pela descoberta da pólvora.

Governo: absolutista,

proxima

Roggen

População: 90 mil habitantes (30% bernas, 30% saudidios, 20% rogëns, 20% outros).

Clima: quente, minimas 12˚C – máximas 43˚C

Divindade: Furrinaria

Lugares de Interesse:

Taverna do Farol – taverna popular na cidade, construída bem próxima ao porto. Também é responsável pelo antigo farol.

Oficina do Cais – uma grande oficina de naus que conserta e reforça embarcações. També muito utilizada para conseguir novos marujos.

Museu Rogĝen – um grande museu sobre as histórias da navegação e colonização de diversas ilhas. Também possui diversas pinturas de criaturas dos oceanos.

Armada Negra – uma usina onde é feita a pólvora para os canhões e mosquetes. Embora saiba-se que fica dentro de tuneis subterrâneos, poucas pessoas do reino tem acesso a ela.

Ordens Secretas

Pistoleiros – uma ordem de elite de guerreiros muito hábeis com os uso de pistolas e mosquetes. Embora resolvam muitos problemas do rei, ainda são um grupo de elite autônomo. Líder Lius Lantreth.

Piratas Piranhas – uma guilda de ladrões que se especializou em saquear naus afundadas. Líder – Daranila.

Asseclas Primordiais – uma guilda de acólitos que venera uma criatura primordial adormecida no oceano que, segundo eles, virá para destruir o mundo inteiro.

Semlya

O reino portuário. Semlya é o porto mais importante de Digared. Nenhuma mercadoria que viaje do sul para o norte ou o contrário, pode passar longe de Semlya. É uma cidade organizada, toda ladrilhada, com uma estranha lei que impede os viajantes que andem a cavalos – não pode-se estragar o chão de Semlya.

semlya

3a Avenida de Semlya

Governo: absolutista, Rurphan Red’Ronth

População: 90 mil habitantes (30% bernas, 30% saudidios, 20% rogëns, 20% outros).

Clima: temperado, minimas -2˚C – máximas 40˚C

Divindade: Mur-hay

Lugares de Interesse:

Taverna Forte do Run: taverna barra pesada próxima às docas. Dono Ilermer “cego dos dedos”.”

Taverna Gato Leiteiro: taverna no centro da praça do Paladino. Dono Millian Trush.

Praça do Paladino: praça pública onde acontece os eventos da cidade. Possui a estatua de um paladino que ninguém sabe quem é. Bardo Giu Língua Dourada.

Ponte de Semlya: ponte no centro da cidade que separa os bairros residenciais das docas. Pescador Gaitan Vruti

Templo das Águas: templo dedicado a deusa das águas. O maior templo de Furrinalia no continente. Sacerdote Dartan Orman.

UNISEM: universidade de Semlya dedicada aos cursos de engenharia e navegação. Além de política, história e comércio exterior. Muitos atribuem a UNISEM o crescimento e desenvolvimento do reino. Reitor Carhiss Negros.

Ordens Secretas

Saltadores do Run: grupo de ladroes que coordenam o crime na cidade. Lider Nuega “Olho Vermelho”.

Baleia Negra: Navio Pirata que ataca a frota de Semlya e Lamormy. Capitão Quities Landergas.

Sindicato Arcano: ordem extinta de magos na cidade. Lider Verno Gaitan.

Casa da Sorte: Cassino clandestino que age nos subterrâneos da cidade. Chefe Carlus Corr. Guia dos Esgotos Vrith Don.

Takash

Reino dos Shayos. Takash é um reino prospero e individualista, onde concentra-se a maioria da população shaya no mundo de digared.

takash

Takash

Governo: imperialista, Zubiera Takarage

População: 430 mil habitantes (85% shayos, 10% mantaros, 5% outros).

Clima: quente, minimas -12˚C – máximas 42˚C

Divindade: Astarde

Locais de interesse

Taverna Raposa Velha: taverna mais popular na cidade, conhecida por suas massas. Dono Iesun Lamen.

Biblioteca da Colin: biblioteca antiga que fica no topo de uma colina com escadarias de 3 kilometros. Conhecida por ser a melhor e mais completa biblioteca.

Academia de Reijî: um centro especializado na massagem Reijî, uma técnica que trata o corpo junto com a mente.

Casa Madame Myaranju: uma casa de gueixas e prazeres procurada por muitos viajantes que buscam a experiências únicas, que apenas a casa tem.

Teatro de Marionetes: teatro de marionetes é muito popular em Takash e pode se encontrar em quase todo lugar no reino.

Beco do Silêncio: localizado em um dos bairros mais nobres do reino, este beco é evitado por, segundo a lenda, ser assombrado.

Ordens Secretas

Ordem Ratazana: uma ordem de ninjas assassinos que age junto com ladroes. Lider Rioken Lesmutia.

Ordem do Tigre um ordem de samurais que diz ser responsável pelo equilíbrio do reino.

A Garça Luminosa: uma ordem arena que age na cidade. Líder Tsu Man-Huu.

Tapsa

O reino das competições. Tapsa é uma bela cidade que venera as práticas esportivas como Boleta e atletismo. As lutas de justas, os combates de gladiadores. Gincanas, caças ao tesouro, tudo que for a ver com competição, pode ser encontrado em Tapsa.

tapsa.jpg

Tapsa

Governo: absolutista, Liandra Barezade

População: 20 mil habitantes (30% ilitas, 30% saudidios, 10% rogëns, 30% outros).

Clima: temperado, minimas -5˚C – máximas 34˚C

Divindade: Ividinia

Locais de interesse

Taverna Gato Aranha: taverna mais popular na cidade, conhecida por suas diversas gincanas. Dono Ludica Gordinho.

Arena de TAPSA: arena do reino, capacidade para 2 mil pessoas, para disputa de jogos atléticos. Atleta principal – Vilty Sekk e Janna Surik.

Academia de Tapsa: Academia publica que recruta todas as crianças da cidade para treinamento atlético: corrida, salto, natação, alpinismo, maratona, salto com vara e arremesso. Atletas principais: Forik Nerrs, Suritk Flet, Dina Derij e Narrana Derij.

O Foço: Arena clandestina onde os desesperados e apostadores vão tentar conseguir dinheiro. Anfiteatro Luzerk: um anfiteatro para disputas principais e finais. Foi construído para substituir a arena e possui a capacidade para dez mil pessoas.

Bosque dos Suspiros: um lindo bosque que inspira casais e poetas. Muitos casais nobres procuram o bosque e a estalagem do Bosque para passar a lua de mel. Uma estadia na estalagem custa 10 vezes mais caro que uma normal.

Ordens Secretas

Comitê de Tapsa: Não chega a ser uma ordem secreta, mas sim uma instituição que organiza e regulamenta as os jogos de TAPSA.

Trindade

O reino boêmico. Nenhum digarediano pode morrer sem conhecer Trindade. O reino das festas, da boêmia, da comilança, bebedeira e todos os prazeres mundanos. Trindade é o paraíso dos bardos.

trindade

Noite fraca no Alquimista Borracho

Governo: absolutista, Lucas Barezade

População: 200 mil habitantes (30% saudidios, 70% outros).

Clima: quente, minimas -10˚C – máximas 44˚C

Divindade: Samantha

Locais de interesse

Tavernas de Trindade: em trindade existem muitas tavernas populares e é impossível enumerar uma: Alquimista Borracho, Churrasco de Dragão, O Canto da Sereia, Taverna do Bardo de Trindade e Taverna do Cabra, são apenas algumas

Arena de Trindde: arena do reino, capacidade para 2 mil pessoas, para disputa de jogos de gincana. Também fecha para shows de bardos.

Moinho de Trindade: o moinho de trindade é a construção mais famosa e antiga do reino. Em volta dele foi que cresceu o reino.

Praça dos Bardos: uma praça no centro da cidade onde os jovens usam para namorar.

Teatro Carmen Dimitriel: um teatro que homenageia uma das bardos mais queridas do reino. Capacidade 2 mil pessoas.

Ordens Secretas

Guilda Cabra: uma guilda de ladroes locais. Líder Cabrito.

Sindicato dos Taverneiros: um cartel de Taverneiros que estipula preços e impostos para taverna.

Guilda W: uma guilda de assassinos e ladroes que possuem um W queimado na testa. Líder W Maior.

Usgar

Usgar era o antigo reino dos elfos. Construído nas primeiras eras, e aprimorado durante os séculos, encontrou seu apogeu durante o grande império da Ilitia. Mas fo completamente abandonado com as invasões mantras. Ainda é uma cidade muito bonita, mas perdeu muito do antigo charme da arquitetura dayone.

343bd63b-2b12-4c1b-abed-7d8f603d387d.jpeg

Usgar

Governo: absolutista,

População: 75 mil habitantes (50% mantaro, 30% saudidios, 15 silvestres, 5% outros).

Clima: desértico, minimas 8˚C – máximas 40˚C

Divindade: Govenga

Locais Imporantes

Taverna Onça Negra: taverna mais popular na cidade, conhecida por seus cozidos e picados apimentados. Dono Mãe Elvika. Bardo Lemi Cão.

Reserva de Usgar: um bosque muito bem protegido onde há centenas de animais silvestres. O Centauro Vollponts e a fada Elza que protegem o lugar.

Vinicultura das Elfas: uma vinicultura chefiada pelas trigêmeas Naillens (Gira, Delfi e Zalmira). Produzem o famoso vinho Trindade.

Rinha Obscura: uma Arena clandestina onde animais como galos, cachorros e até algumas feras são colocados para lutar.

O Ent Contador de Histórias: no centro da cidade de Usgar há um Ent que perdeu a capacidade de usar as raízes como pernas, mas não para de falar. Ele conta muitas histórias – Ent Charitan.

Ordens Secretas

Guilda dos sacis: uma guilda de ladroes chefiadas por um saci antigo – Negro Ki.

Sociedade Druidica Wella: uma organização de druidas dedicada a manter o equilíbrio do mundo. Líder Vaillan.

Ordem Silvestre: um organização de fadas, elfos e centauros que se esconde no reino. Líder Elfo Raridan dyn Duuh.

Cavaleiros de Madeira: uma ordem de cavaleiros que surgiu para proteger o povo de Usgar e a floresta. Líder Illian Usperb

Uthera

O reino dos saudidios. Conhecida como a terra do deserto, pois fica no meio do deserto de Miragem. Uthera é o reino mais populoso do mundo. É uma região muito pobre, onde 90% da população vive na mais absoluta miséria. No entanto diversos marajás nadam em diamantes.

uthera

Portão da Esfinge – Uthera

Governo: absolutista, Prysllia dyn Kayllis

População: 900 mil habitantes (95% saudidios, 5% outros).

Clima: desértico, minimas -10˚C – máximas 55˚C

Divindade: Brigith

Locais de interesse

Taverna Gato sem Sede: taverna mais popular na cidade, conhecida por seu shawrma. Dono Cini Enil.

Minas Abudantes: as minas Abundantes é o que torna Uthera o reino mais rico de Digared. Infelizmente para os sacudidos ela não é explorada por ela e sim por outros reinos.

Cemiterio de Elefantes: dizem que antes dos homens o mundo foi dominado por elefantes. Nestas catacumbas imensas que percorrem quilometros, mais de uma vez foram encontrados marfins de elefantes.

Arena de Uthera: uma Arena de gladiadores com capacidade para 8 mil pessoas.

Catacumbas de Msuss: dizem que o sultão Msuss criou catacumbas para esconder seu tesouro. É por isto construiu grandes corredores, armadilhas. No entanto em sua morte seu ouro foi roubado.

Ordens Secretas

Guilda dos Camelos: uma guilda de ladroes chefiadas pelo ladrao Sabe Dele.

Guilda Aranha do Deserto: uma ordem de assassinos especializados em controle de aranhas. Líder Sevilla Rz.

Ordem Incandescente: uma ordem de cavaleiros que age no deserto. Líder Guardião Zaridian.

Salteadores do Deserto: grupo de assaltantes que ataca no deserto em busca de dinheiro. Líder Conde.

Vhalteha

Taverna Gata Louca: taverna mais popular na cidade. Dona Qãlla.

Ginásio Publico: local onde as mulheres do reino vão para ficar em forma. Também é onde são discutidos assuntos de interesse publico.

Palácio do Futuro: local usado pelas mulheres que querem engravidar. Elas procuram as sacerdotisas que conseguem os homens mais apropriados para elas em outros reinos.

Arena das Amazonas: uma Arena de gladiadoras com capacidade para 1,8 mil pessoas.

Haras Insumouth: um horas onde são criados cavalos, cervos, unicórnios, Hipogrifos e pegasus.

Templo dos Espíritos: um vale fértil com estátuas de Amazonas gigantes onde as guerreiras procuram entrar em comunhão com a linhagem.

Ordens Secretas

Ordem de Rannalla: uma ordem de guerra onde as amazonas usam máscaras e lutam contra outras sem saber a identidade. As lutas geralmente não são letais. Líder Lady Guerra.

Ordem do Unicórnio Perolado: uma ordem de Amazonas curandeiras que permanece virgem e cultua a graça da antiga mãe unicórnio. Líder Mãe Ursulla.

Machados e Ábacos: uma ordem de burguesas que se ajuda mutuamente para prosperar financeiramente. Líder Saratela.

Wardon

O reino da montanha. Wardon é um reino esculpido em uma montanha, segundo as lendas, pelos próprios deuses. As construções são muito antigas, duráveis e parecem impossíveis de terem sido criadas pelos homens. É uma cidade cheia de ladeiras e túneis secretos.

wardon

Wardon

Taverna Cachoeira: taverna mais popular na cidade, por sua cerveja cachoeira e chopp em metro. Dono Noheam, Hanz Fren.

Corrida de Charrete: uma corrida de charretes que ocorre nas ruas estreitas da cidade ladeira abaixo. Maior vencedora Any Rond.

Haras de Montarias Aladas: o local ideal para quem deseja comprar uma montaria alada, apreender a montar ou apenas passear. Dono Ubear.

Baloeiros Shong’s: os irmãos Shong’s são a referencia no que se trata de balões de ar quente. Além do trabalho turístico, pôde-se viajar de balão a partir de Wardon.

O Jardim Botânico de Clara: no topo da cidade, além dos palácios está o jardim botânico de Clara (fada). Muitas pessoas de todos os lugares vem conhecer o lugar.

Ordens Secretas

Guilda dos Carros de Rolimã: de ladinos que ataca de carrinho, líder Luder Lati para o Alto.

Guilda Escaladores de Ar: uma guilda de ladroes especializados em escalada. Líder Gailla Woem.

Ordem do Grifo: uma ordem de cavaleiros que montam grifos e protegem o reino. Líder Ranik Wortmann.

Yuden Shaw

 

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s