Relevo

Digared

O continente de Digared é uma imensa planície, possuindo apenas um planalto (na floresta Negra). A serra se posta á região central, e ao sul uma cordilheira acidentada de gêiser e vulcões.

Serras

Serra de Lemúria: uma grande serra com morros e montanhas baixas, que cercam todo Centro. O clima delas é montanhoso, devido à ausência de luminosidade estrelar. É uma região selvagem e habitada por muitos povos não humanos. Os orcs dominam bastante esta região, dada a escuridão que traz mais conforto a raça. Cruzar a serra de Lemúria é uma tarefa Arida e deve ser estudada com cautela, é muito fácil se perder ou quem sabe algo pior.

A região foi batizada assim pelo escritor ilíta Giolla Sorcha, autor do livro No Encalço dos Gigantes. Embora o nome tenha ficado na memória dos digaredianos, sua obra não chegou a ser tão conhecida pelo restante do continente.

Serra Nevlaskas: uma região de altas montanhas e muito gelada. A temperatura é muito baixa e em algumas épocas é capaz de congelar instantaneamente. Região com muitos pingüins, ursos brancos e outros animais adaptados ao frio. Nas primeiras eras fora o território do povo Nöhean, mas que mais tarde avançou um pouco mais para o sul, abandonando a região. Pouco se sabe sobre esta região na atualidade, devido as baixas temperaturas com médias anuais entre – 25ºC e – 45ºC.

Serra dos Altos: a região conta com uma boa variedade de arvores ao seu redor. Habitat comum de animais como pumas, panteras, corsas, alces, lebres, rinocerontes entre outros. Segundo a lenda há um gigantesco cemitério dos fabulosos elefantes escondido na região: mas até hoje não passa de um mito assim como tais criaturas possam um dia ter existido.

A região leva este nome por ter sido o local de encontro dos entes e druidas durante muitos séculos, mas hoje a região não serve mais a este fim.

Velho Pico: não chega a ser uma serra e sim uma grande montanha fria rodeada por arvores e vegetação de terras quentes. É um lugar sagrado para os povos élficos e silvestres, repleto de segredos e historias misteriosas.

A vegetação é estranha, algumas das plantas mais raras são encontradas lá. Já os animais são poucos; Predominância de raposas albinas e tigres dente de sabre. É o lar também de criaturas mágicas como pegasus, hipogrifos e pássaros insetos.

A região leva o nome por ser o antigo lar dos deuses, antes que todos se mudassem para Lemúria, as divindades habitavam a região, que sempre faz sol e nunca chove.

Dunas

As dunas são espécies de um deserto não plano, cobertos por rochas e revestidos de pequenas vegetações. Geralmente ricos em basalto, granito ou rocha sabão.

Dunas Vermelhas: as dunas vermelhas são dunas de barro seco. O clima geralmente é quente devido á possuir muitos gêiseres. Nestas dunas esta o gigantesco Vulcão de Daynamorsh (ver mais adiante a Lenda). A região é evitada por todos, por ser o antigo lar dos dragões vermelhos – Até onde se sabe já extintos pelo menos nesta região.

Além disso, ela é uma região sem vegetação viva, repleta de cinzas e árvores mortas e cristalizadas por incineração. Apenas repteis são encontrados na região, principalmente serpentes. Obviamente o nome se Dunas Vermelhas tem haver com os dragões que habitavam a região.

Dunas Alvakias: Alvakias significa grifos na língua silvestre. Estas dunas cinzentas, devido ao basalto. É o maior habitat dessas terríveis criaturas. É um lugar evitado pelos comerciantes por ser muito difícil de conduzir cavalos (comida favorita dos grifos). Nunca se conseguiu colonizar a região, tribos ciganas desapareceram nestas dunas. Andarilhos nunca mais foram vistos e caçadores foram destroçados enfrentando os donos das dunas.

Dunas Dracônicas: As dunas dracônicas são dunas cobertas pôr flores e gramas campeiras. Rica em minas de pedra sabão, ametista e prata. É um dos lugares mais bonitos do continente e também um dos locais onde mais se lavou com sangue em toda Digared: É a principal região de conflito entre Claymor e Riornia.

Por Possuir poucas árvores ela não atrai muitas aves, mas o pasto facilita a vida de antílopes, cervos, roedores e outros animais de campo. É a região mais perto do lago Espelhado onde pode se encontrar algumas aves, principalmente garças e hipopótamos. Os predadores mais comuns nesta região são as onças e lobos, que reinam soberanos nesta região.

O nome de batismo da região, não tem haver com a quantidade de dragões na região, e sim por ser o local onde foi visto o ultimo dragão dourado de Digared, mas isto já faz muitos séculos.

Dunas Bhalshyras: Estas dunas são cobertas por areia fina e savanas altas. A região recebe este nome por ser habitat das bhalshyras – Umas espécies de carneiro com carne muito macia e deliciosa (também com complicações venenosas em caso de ser cortada de forma incorreta) – Esta região é colonizada com alguns acampamentos de caçadores que vivem da caça e criação destes animais.

Outros animais que podem ser encontrados nesta região são: leões, zebras, antílopes, hienas, macacos, tigres de bengala, girafas, búfalos entre outros.

Dunas Gruffins: estas dunas são altas concentrações de rochas de granito, o que torna o aspecto da região muito escuro. Também há grande concentração de minas de ametista e carvão.

A vegetação é baixa devido a grande concentração de rochas, isto torna fácil o habitat de predadores como gorilas, serpentes e linces. Além desses é comum a fauna local roedores, avestruz, aves de rapina e gambás.

Existem rumores de ataques de carniçais (mortos vivos que vivem da carne fresca de humanóides) na região mais baixa das dunas, localizada mais ao sul próximo ao pântano dos Pesares.

As dunas gruffins levam este nome por ser o território do povo gruffing, bárbaros com costumes canibalescos, que veneram o demônio Krunger.

Florestas

Floresta de Ividinia: localizada no centro oeste do continente de Digared; Ividinia é uma floresta de características temperadas com médias anuais próximas de 18º C, chegando até -4º C. Os índices pluviométricos atingem médias entre 75 a 100 centímetros por ano. A vegetação é quase totalmente conífera com árvores com folhas largas caducas. Embora haja predominância das árvores, existem também diversidades de arbustos e plantas herbáceas.

As variedades de flora e fauna são tão grandes quanto perigosas, tornando-se assim um terreno muito ruim de trafegar, o que facilita também emboscada de bandidos. Normalmente as caravanas comerciais contratam pelo menos dois bons aventureiros para trafegar pela região.

Também é muito fácil se perder pela floresta, existem diversas trilhas e a paisagem é muito repetitiva.

Exemplos de Fauna local: javalis, gatos bravos, linces, lobos, raposas, esquilos, veados, ursos, martas, muitos insetos, répteis e aves.

Floresta de Gallis: localizada no centro leste de Digared. Gallis é uma floresta densa. Possuí temperatura elevada (médias anuais de 27° C) e chuvas intensas e bem distribuídas ao longo do ano, praticamente sem estação seca. Há grande diversidade de epífitas, como bromélias e orquídeas. Os índices pluviométricos atingem entre 2.000 e 2.500 mm anuais.

Possuí a fauna mais rica do continente, com praticamente todo o tipo de animais. Também abriga um bom nível de bestas mágicas. Acredita-se que é nesta região que está localizada Jalmandia, a cidade elfica escondida.

Outros locais importantes da Floresta de Gallis são: as Rochas do Destino, a Torre de Zinder, a Gruta de Naïllon e o Altar dos Nove.

Floresta de Govenga: Govenga é uma grande floresta no centro do continente. Caracterizada pôr uma variedade de árvores e ervas medicinais descobertas pelo povo élfico.

A mata é densa e com altas temperaturas, médias anuais de 26º C. A média pluvial Vaira entre 1.000 a 1.500 mm anuais. A fauna é bastante variada e compete com as grandes diversidades de bestas que também habitam a região. Apenas a região central da floresta é proibida misteriosamente a todas as criaturas selvagens ou não.

Floresta Nebulosa: a região caracteriza-se pela vazão constante dos rios, entrada e saída de água das marés fluviais. Mais de duzentas espécies de vegetais por hectare. A média pluvial atinge entre 2.500 e 3.000 mm anuais.

A floresta Nebulosa é uma das regiões mais úmidas do continente. Constantemente chuvosa e geralmente coberta por neblinas espessas. A fauna é quase toda anfíbia com também muitas espécies de insetos.

A região também é marcada pelo conflito entre homens sapos e goblinoides.

Floresta Negra: a região é formada por uma floresta de espinhos, com solos bem drenados e arenosos que são extremamente pobres em nutrientes.

Esta floresta é caracterizada por certas espécies de árvores tolerantes aos pobres solos ácidos e condições são consideravelmente “de baixo peso”, em comparação com as florestas de Govenga e Ividinia.

A região possui uma fauna fraca de mamíferos e aves, predominando mais tipos anfíbios e repteis. Rumores dizem que há uma colonização troll bastante forte nesta região, além de outras bestas bizarras e desconhecidas.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s